TRE/GO assiste TRE/BA na implantação da ferramenta Business Intelligence

Painéis criados com essa ferramenta de gerenciamento de dados foram desenvolvidos pelo Regional goiano

Equipe do TRE/GO colabora com implantação do BI no Regional baiano

Uma equipe composta por oito especialistas do Laboratório de Inovações do Tribunal Regional Eleitoral de Goiás está instruindo técnicos e analistas do Tribunal Regional da Bahia na implantação da ferramenta de gestão Business Intelligence. O trabalho teve início nesta segunda-feira (10/05) e segue até o próximo dia 18.

O Presidente do TRE/GO, Desembargador Leandro Crispim, considera o uso do sistema essencial para o gerenciamento de dados estratégicos de forma eficiente e ágil, uma das prioridades de sua gestão.

A colaboração institucional foi solicitada pelo Presidente do TRE/BA, Desembargador Roberto Maynard Frank, e prontamente atendida pelo Desembargador Crispim, que tem compartilhado os painéis de solução tecnológica B.I. desenvolvidos pela equipe da Justiça Eleitoral de Goiás com diversas instituições parceiras, como o Tribunal Superior Eleitoral e as Cortes Regionais dos estados de Mato Grosso, Piauí, Roraima.

O Coordenador de Planejamento Estratégico da Diretoria-Geral do TRE goiano, José Carlos da Silva explica que o projeto “nasceu dentro da DG com a criação de painéis chamados dashboards dinâmicos digitais, que atualizam as informações até oito vezes por dia, o que facilita a administração. Trata-se de nova cultura, que é a de tomar decisões com base nos dados que existem nos sistemas estruturantes dos Tribunais. Com os dados na palma da mão, os trabalhos podem ser realizados com mais agilidade e precisão.”

A ferramenta disponibiliza, em apenas um clique, todas as informações necessárias para o gerenciamento do Tribunal, através de painéis customizáveis em níveis estratégicos, táticos e operacionais. Como os dados se referem a cada estado, seu cruzamento confere personalidade para cada realidade.

O que é Business Intelligence?

É uma ferramenta de gestão utilizada para acompanhamento e monitoramento de informações orçamentárias, administrativas e estratégicas que, no âmbito do Poder Judiciário, contribui para o aperfeiçoamento da atividade jurisdicional.

No ano passado, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu, por meio da Resolução nº 333/2020, que os tribunais devem destacar dados estatísticos em seus portais por meio da ferramenta B.I. A ideia é, por exemplo, facilitar o acesso às informações consolidadas pelos órgãos do Poder Judiciário para a tomada de decisões com base em dados atuais, confiáveis e disponíveis em um mesmo espaço, além de conferir ainda mais transparência aos seus atos.

 

Assessoria de Imprensa e Comunicação Social

 

Últimas notícias postadas

Recentes