“TRE Mulher” aborda participação feminina na política e sociedade

Assista à íntegra do evento no canal do TRE/GO no YouTube

Evento TRE Mulher maio 2021

A Assessoria de Imprensa e Comunicação Social do Tribunal Regional Eleitoral de Goiás realizou nesta quarta-feira, 26, o webinário “TRE Mulher - A luta por espaços na sociedade”. Previsto nas ações do Plano de Gestão 2020/2022 do Presidente do TRE/GO, Desembargador Leandro Crispim, o evento foi desenvolvido em parceria com a Escola Judiciária de Goiás e a instituição de ensino Faculdade Unida de Campinas (FacUnicamps).

Participantes femininas muito proeminentes em suas áreas de atuação compuseram o webinário, que foi mediado pela Secretária Judiciária do TRE/GO, Fernanda Lucas.

Na abertura, a Secretária Judiciária declarou: “A Justiça Eleitoral vem promovendo diversas ações visando garantir a participação plena e efetiva das mulheres e a igualdade de oportunidades para a liderança em todos os níveis de tomada de decisão na vida política, econômica e pública. Campanhas e eventos têm sido realizados com esse enfoque e, nesta linha, o TRE/GO incluiu este projeto em seu Plano de Comunicação para discutirmos sobre a necessidade de ações mais efetivas para promoção da igualdade de gênero na política e na vida pública em geral.”

A primeira convidada, a Professora de Direitos Humanos da Universidade Federal de Goiás, Vilma Machado, discorreu sobre o tema “A luta histórica da mulher no contexto político”, apontando que a sub-representação feminina não é um problema exclusivamente brasileiro. “Apesar do Brasil ter péssimos índices, esse é um fenômeno mundial”.  Explicou as raízes do patriarcado e o quanto ele é naturalizado, cristalizado e reproduzido em nossa sociedade. Diante desta constatação, a educadora conclamou às mulheres: “Perceba em cada movimento seu essa estrutura patriarcal, que é um sistema hierárquico e dominador danoso tanto às mulheres quanto aos homens. Ocupem mais espaços e promovam mais solidariedade.”

Na sequência, a Juíza titular da Comarca de Goianira, que atua também como Juíza Eleitoral, Fláviah Lançoni Costa Pinheiro, proferiu a palestra “A lei das cotas de gênero no processo eleitoral e o trabalho da Justiça Eleitoral para evitar fraudes”. Relatou detalhadamente o processo de evolução da legislação em prol da promoção da representatividade feminina e informou o ponto inicial dessa iniciativa: “Em 1995, a Organização das Nações Unidas promoveu uma ação mundial em Pequim, na China, a 4ª Conferência da Mulher, onde foram traçadas algumas recomendações para diminuir a defasagem de gênero na participação do poder político”. Segundo a Juíza, após 20 anos de lutas, o Congresso resolveu que novas medidas deveriam ser tomadas para garantir a participação efetiva das mulheres. “É uma luta que não termina. A Justiça Eleitoral tem cada vez mais buscado trabalhar para que as fraudes em cotas femininas sejam coibidas e para que a mulher cada vez mais ocupe seu espaço”, garantiu a magistrada.

A pedagoga e diretora-geral da FacUnicamps, Patrícia Mendonça, expôs os desafios e conquistas do empreendedorismo feminino na sociedade. Compartilhou sua trajetória profissional e pesquisas com dados que indicam que, apesar de ainda haver uma desigualdade considerável entre os gêneros, as mulheres têm avançado muito como empreendedoras em Goiás e no Brasil como um todo. “O empoderamento feminino nos negócios torna mais igualitárias as relações sociais e familiares. É o caminho para uma sociedade mais justa e equilibrada”, pontuou Patrícia.

O evento foi concluído com a presença da jornalista Giselly Siqueira, Secretária de Comunicação e Multimídia do Tribunal Superior Eleitoral, que falou sobre a importância do trabalho da Justiça Eleitoral no desenvolvimento de campanhas para fomento da participação da mulher na política. “Nos últimos anos, o Brasil tem vivenciado um avanço no debate público em torno da valorização e dos direitos das mulheres, da participação feminina na política e na sociedade. A Justiça Eleitoral tem sido protagonista neste assunto”, assegurou Giselly, ao apresentar várias campanhas realizadas pelo TSE ao longo dos anos. Defendeu a importância da ação de comunicação para tocar as pessoas para e provocar reflexão sobre o tema. “A presença da mulher nos espaços de poder possibilita uma sociedade mais igualitária, mais justa, porque gera diversidade de pensamentos e ideias. É assim que se constrói uma democracia, é assim que se consegue mudar a realidade do nosso país”, defendeu a Secretária de Comunicação e Multimídia do TSE.

Encontros como este são realizados semestralmente pela Assessoria de Imprensa e Comunicação Social do TRE/GO, com intuito de promover reflexão sobre a participação feminina na política, assunto de extrema importância para a democracia.

Aberto ao público em geral, o webinário foi transmitido pelo canal do TRE/GO no YouTube (canaltrego).

Assista à íntegra do evento aqui.

 

Assessoria de Imprensa e Comunicação Social

 

Últimas notícias postadas

Recentes