Sorteio de urnas eletrônicas para serem auditadas no segundo turno será no sábado (27)

Sorteio será feito no Plenário do TRE/GO às 9h do dia 27/10

Eleições 2018 - Primeiro Turno - Sorteio das urnas eletrônicas a serem auditadas - Capa

O Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE/GO) realiza neste sábado (27) sorteio das urnas eletrônicas que serão auditadas no segundo turno das Eleições 2018. O sorteio acontece às 9h no Plenário que fica no 1º andar, da sede do Tribunal, na Praça Cívica.

Serão sorteadas 6 (seis) urnas, as 3 (três) primeiras serão submetidas à auditoria de funcionamento sob condições normais de uso (votação paralela). Já as 3 (três) demais urnas, à auditoria mediante verificação da autenticidade e integridade dos sistemas instalados.

Após o sorteio, o TRE/GO providenciará a substituição das 3 urnas sorteadas, removendo as escolhidas para o local onde será realizada a votação paralela no domingo.

No sábado (27) serão preenchidas cédulas de papel pelos escoteiros, que serão lacradas em urnas de lona até o domingo quando, uma a uma, serão digitadas nas urnas eletrônicas sorteadas.

Já as 3 urnas para verificação da autenticidade e integridade dos sistemas, novidade implementada pelo TSE nessas Eleições Gerais de 2018, consiste em verificar se as assinaturas digitais dos sistemas lacrados conferem com as assinaturas constantes das urnas instaladas nas seções eleitorais sorteadas. Esse procedimento é realizado antes do início da votação no dia 28 de outubro.

Na mesma ocasião, poderá ser emitido o relatório de todos os resumos digitais dos arquivos instalados nas urnas, que poderão ser conferidos um a um, a qualquer tempo, com a lista publicada no site do TSE.

Após o fim da votação de domingo, depois das 17 horas, terá início a verificação do resultado da inserção dos dados relativos às cédulas de papel que foram anteriormente preenchidas pelos escoteiros e que devem coincidir com o registrado nas 3 urnas da auditoria da votação paralela, a fim de confirmar que não há adulteração nos programas da Justiça Eleitoral.

Assim como no primeiro turno, a auditoria será realizada nas dependências dos Correios (térreo), na Praça Cívica, Centro.

Os trabalhos das duas auditorias são públicos, podendo ser acompanhados pelos representantes dos partidos políticos, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e do Ministério Público, bem como por qualquer pessoa interessada.

A Comissão da Votação Paralela é presidida pelo juiz Gustavo Assis Garcia que é auxiliado por servidores da Corregedoria Regional Eleitoral, da Secretaria Judiciária, Secretaria de Tecnologia da Informação e Secretaria de Gestão de Pessoas na organização dos trabalhos.

 

Assessoria de Imprensa e Comunicação Social

Últimas notícias postadas

Recentes