#MeuPrimeiroVoto: Jovem, faça a diferença!

Campanha do TRE/GO incentiva a participação de jovens nas eleições

CAMPANHA INCENTIVA O JOVEM ELEITOR

Ao atingir 16 anos completos, o jovem torna-se apto a participar do processo eleitoral brasileiro e, assim, já pode cumprir o seu dever como cidadão e escolher os seus representantes: Prefeita/ Prefeito, Vereadora/Vereador, Deputada/Deputado, Senadora/Senador, Governadora /Governador e Presidente/Presidenta! O direito ao voto é um instrumento democrático muito importante, é através dele que as vozes da sociedade são ouvidas. Esse direito, previsto pelo código eleitoral, possibilita a construção de um país plural e melhor, onde todos podem falar e serem ouvidos. Em Goiás, durante as eleições de 2020, cerca 165 mil jovens entre 16 e 18 anos compareceram às urnas. O TRE/GO acredita e incentiva os jovens a participarem das eleições.     

O voto tem poder!

Ana Clara Praxedes, 23 e jornalista, relata que logo ao completar 16 anos buscou o alistamento eleitoral: “Alistei-me durante as eleições de 2014, queria exercer meu poder de cidadã. Na época eu estava muito engajada, pesquisei os candidatos que mais me representavam e acompanhei de perto. Acredito que é um processo importante já que estamos escolhendo os representantes do nosso país.”

Igor Afonso, de 21 anos, também emitiu seu título aos 16 anos e justifica a sua decisão: “Acredito no poder do voto. Quando mais cedo nos envolvermos, menos surpresas teremos. Não é legal chegar à maioridade, se tornar adulto e não saber como as coisas funcionam neste pais. As pessoas cobram, buscam melhorias, mas também devem fazer a parte que lhes cabem”. Ele ainda conta que incentivaria outros jovens a buscar o primeiro voto.

O alistamento eleitoral é importante

Além de exercer o dever cívico, como comentado pelos jovens acima, outra vantagem em emitir o título eleitoral aos 16 anos é a facilidade para obtenção de outros documentos, como o CPF e Passaporte. Vale lembrar que, ao completar 18 anos, o alistamento eleitoral é obrigatório e a ausência do título pode gerar problemas na emissão de alguns documentos e até mesmo para se matricular em instituições públicas de ensino superior. É importante ficar atento a esses detalhes. Providencie a emissão do seu título clicando aqui.

 

Assessoria de Imprensa e Comunicação Social // H.N.B

Últimas notícias postadas

Recentes