TRE/GO participa do 72º Encontro do Colégio de Presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais

Presidente do TRE/GO, desembargardor Kisleu Dias Maciel Filho, participa do 72º COPTREL

Abertura do 72º COPTREL

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE/GO), Desembargador Kisleu Dias Maciel Filho, confirmou sua participação no 72º Encontro do Colégio de Presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais (COPTREL), que esta sendo realizado em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, nos dias 12 e 13 de abril. Acompanha o presidente, o Diretor-Geral, Rodrigo Leandro da Silva.

O COPTREL tem como finalidade reunir presidentes de todos os Regionais, com o intuito de promover o debate acerca de projetos implementados durante o exercício das suas magistraturas. Desta forma, possibilita-se a busca pela instauração de serviços melhores para os eleitores brasileiros. O Colégio é presidido pelo desembargador Márcio Vidal, presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Mato Grosso (TRE/MT).

Na pauta do 72º COPTREL, duas palestras com temas relevantes para os presidentes dos TREs para hoje: "Tendências de tecnologia e inovação para o Poder Judiciário" e "Identidade Civil Nacional". Durante o encontro, também serão abordados o combate às fake news; o desenvolvimento das Escolas Judiciárias Eleitorais; o Anteprojeto ao Código Eleitoral; e assuntos gerais do COPTREL.

A programação voltada para os Diretores-Gerais tem como principais assuntos a suspensão de impressão do título de eleitor e disponibilização na internet/aplicativo; o impacto para a Justiça Eleitoral a respeito da portaria do TSE que suspende o provimento de cargos efetivos no ambito dessa justiça especializada, entre outros assuntos pertinentes à Justiça Eleitoral.

Estão presentes no evento também todas as Assessorias de Comunicação da Justiça Eleitoral.

 

Assessoria de Imprensa e Comunicação Social

Últimas notícias postadas

Recentes

Voto em Trânsito

Pedido pode ser apresentado à Justiça Eleitoral de 17 de julho até o dia 23 de agosto. Esse tipo de votação ocorre em cidades com mais de 100 mil eleitores